Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Comentários de filmes’ Category

O clássico do Spielberg, ambientado nos anos 80, hoje, seria um problema em caso de ramake atualizado. Imaginem hoje em dia o problema do pobre bichinho do pescoço retrátil…

Primeiro, telefonar para casa nem pensar… ele teria problemas em escolher a operadora, a tarifa, o horário, se ligaria pelo 21, 23, 14, 15 ou o escambáu… fora que teria dúvidas quanto à tarifa interplanetária…

Celular então… transformaria o filme de um clássico da fantasia para um filme de terror psicológico… a cena da bicicleta voadora seria com a desculpa não de fugir dos cientistas, mas sim para ver se no ar ele consegue sinal para fazer o raio da ligação… fora que ele teria problemas com o aparelho. Imaginem aqueles dedos do bicho com uma tela touch screen? Caixa postal… ou a mensagem de ‘seus créditos expiraram, favor recarregar ainda hoje para manter seu bônus…’

A solução seria tentar email… mas, provavelmente o gmail classificaria como spam a mensagem do bicho no dialeto local… ou, as informações que o google tem que repassar ao governo americano, provavelmente seriam interpretadas como possível mensagem cifrada terrorista, o que deixaria o bicho em piores lençóis ainda…

Facebook?

Ih, aí sim que o bicho ia enlouquecer… para começar, durante o cadastro o raio do programa ia sugerir que ele aumentasse sua rede de amigos, classificados por afinidade, e, sugerindo desde o Alf, o ET-eimoiso, passando pelo Michael Jackson, Predador, o Alien, Elza Soares e outros ETs… aí o bicho ficaria em média umas 3 a 4 horas para cumprir essas tarefas, mais umas 2 horas e meia para retirar os 900 mil anúncios de tela, até, finalmente, tentar adicionar o contato do planeta natal, para, ao final, receber apenas um prêmio supresa para o FarmVille…

O Twitter seria a salvação…  seria…

O pobre bicho ia enlouquecer com s 438 fakes que se dizem ser ETs da mesma espécie, seguir todos eles, ficar mais de 12h lendo a timeline para tentar achar quem é o real… para quando, finalmente, ele tentar escrever as 18 mensagens com as coordenadas corretas de sua localização, pois o programa só aceita 140 caracteres, o programa ‘baleiar’ e mais uma vez deixar o infeliz na mão…

Mas, ainda acho, caso resolvesse ficar, que se ele criasse um perfil no Sexlog, aquele pescoço que vai e vem com aquela cabeçona fariam algum sucesso…

É óbvio que o desfecho do filme seria como todos os outros, com o Alienígena querendo acabar com o nosso planeta e varrer todo e qualquer vestígio da humanidade… e não tiro a razão dele, afinal, quem é que não teria vontade de acabar com uma bosta dessas?

É Spielberg, o lance é fazer o 5º Indiana Jones, mas sem ETs de novo, por favor! Afinal, todos eles sempre vão querer acabar conosco… é inevitável…

Não faz assim que o meu pescoço sobe...

Faz um 21... tá barato pra caramba!!! Mas não pega em Nibiru...

Agora sim deu sinal!! 2 risquinhos...

Ei Woody, diz pro Buzz que a barra tá limpa!

Read Full Post »

1 minuto de silêncio pela morte da Maria Schneider…

Foi-se a atriz que foi um estandarte na luta pelo sexo natureba… e, com a ida da moça, por câncer, ficamos aqui lamentando a perda.

Mas, ainda assim, seu legado não foi em vão… fica aqui o agradecimento de uma geração toda que, antes da invenção do KY, tinha que se virar com vaselina (literalmente) mesmo…

Com esse filme, naquela cena específica, que entrou para os anais do cinema (e dela), foi um divisor de águas (e abridor de pernas) para toda uma linha de marketing para o uso de produtos comestíveis em outras frentes (ou traseiras).

Também, dizem, tem um discurso contra a hipocrisia cristã, e, reza a lenda que o Marlon Brando discursa sobre isso enquanto passa manteiga na rosca da moça… Eu mesmo só consigo prestar atenção na cena, o discurso eu ainda não pude prestar atenção… mas pretendo fazê-lo um dia desses…

Mas, ainda assim, ficam algumas lições disso tudo…

1) Nunca, eu disse NUNCA use manteiga com sal para comer um rabo…

2) Margarinas com ômega 3 podem beneficiar seu coração, além de azeitar sua rosca…

3) Não foi comprovado que o uso de manteiga provoque colesterol no olho do cú…

4) Quando comer um rabo, não faça discursos sobre religiosidade… isso não é catequese, it’s only rock and roll, but I like it

5) Sexo anal, para quem é macho hétero é SIM pura hipocrisia… afinal, é só no dos outros que é refresco…

6) O Marlon Brando pede pra tomar um fio terra, portanto, foi-se por água abaixo a admiração da classe macha, ogra e sem mente aberta (e nem nada aberto também), mas o deixou mais socialista e democrático em relação ao uso do brioco como comunhão entre pessoas…

7) Filmes com cenas de sexo emblemáticas não precisam perder seu tempo com discursos longos, polêmicos e controversos. No final, o pessoal só vai lembrar da enrabada mesmo…

Enfim… só não digo que o Marlon Brando vai poder repetir a cena com ela, agora no céu, porque lá se alguém meter no cú de outro, vai para o inferno… embora, para mim, inferno mesmo é passar a eternidade sem poder comer um rabinho…

Deixo aqui a cena em questão…

Chega de Tango, ‘vâmo’ pro róquenrrou!

Read Full Post »

Não sou um expert em química. Só Deus sabe como é que eu consegui concluir o 2º grau e o vestibular sendo que eu não faço a menor idéia do que se trata. Decorei lá uns elementos da  tabela periódica e era isso. O tal do Moll segue até hoje sendo um ilustre desconhecido como alguém que você ouviu o nome há tempos atrás mas não liga mais o nome à pessoa.

Ainda assim, ouso enrolar a respeito. Afinal, qualquer um pode dar pitaco no que bem entender.

Mas, a parte específica que eu estava pensando é a química humana. Coisa interessante, não?

Ela é a culpada de tudo. Desde nos apaixonarmos até virarmos uns malas chatos do caraio.

Cheguei até um dia a me perguntar se realmente fazemos coisas por livre e espontânea vontade ou se é porque nossa química está desregulada.

Vejam só. O que é a TPM da mulherada senão uma disfunção química que as torna homicidas em potencial (ou lhes dá desculpa para tal, ainda não sei)? O que são os bipolares, senão criaturas com falta de sais no cérebro? O que são os viciados em adrenalina? Enfim.

Cheguei a me perguntar também se, por exemplo, alguém enviadar não seria por disfunção hormonal. Claro que não, antes que as bibas me apedrejem, mas, também fico pensando se injetar hormônios femininos em um machão convicto, sem ele perceber, ele não ficaria emboiolado em pouco tempo? Ou hormônios masculinos em uma mulher. Tanto faz.

Há gente que diga que chocolate libera serotonina no cérebro. Sexo também. Cansaço físico é ácido lático. Houve quem já dissesse que lexotan substitui o sexo tal qual o chocolate. Sei lá, só sei que começo a achar que somos um saco de carne, água, ossos e muita química.

Há quem justifique a loucura pela química. Para alguns ela diverte. Já, para outros, ela escraviza.

Resumindo essa encrenca. Será que, de fato, nosso ‘livre arbítrio’ existe? Fazemos coisas com nosso poder de raciocínio, presença de espírito e tals ou apenas as coisas acontecem porque estamos quimicamente regulados?

Há quem justifique que o álcool não os deixa lembrar de nada… nem daquele dragão que pegaram na festa passada.

Afirmam que é a química que faz com que casais se dêem bem na cama… e a falta dela para que uns metam chifres nos outros…

Enfim… dúvidas…

Essas duas parecem ter uma excelente química... e, certamente provocaram uma reação em mim...

Read Full Post »

Eu já bradava aos 4 ventos a minha devoção pelo Caco Antibes, filósofo moderno que ousou fugir do politicamente correto para mostrar que pobre é foda mesmo. Já escrevi sobre isso, há um tempo atrás… mas, ontem, quando finalmente assisti ao Tropa de Elite 2, vi que o cara mesmo é o Nascimento.

Além de me identificar com várias coisas do perfil, chamado de fascista por alguns (maconheiros de esquerda, segundo o mesmo), compartilho com a filosofia de que bandido bom é bandido morto… e adicionaria um: e enterrado de cabeça para baixo, para não ocupar muito lugar na vala e, caso não esteja bem morto e tente cavar, cave pra baixo.

Mas, nem era aí que eu queria chegar… o ponto alto, pra mim, é onde o cara arquiteta ‘foder o sistema’. Ri alto no cinema, numa cena que não tinha nada de engraçado, paguei de débil mental, mas enfim, era justamente o que eu queria a vida inteira… foder o sistema…

O filme é magistral. Melhor que o primeiro até. Embora eu tenha adorado o primeiro, principalmente por ver aquele monte de bandido se ferrando, pra variar, este segundo pode ser encarado como um documento definitivo sobre como as coisas funcionam por aqui.

Basicamente, modéstia a parte, é algo que eu tenho me referido há bastante tempo. Não adianta mudar as moscas enquanto a merda for a mesma. O sistema… essa é a grande merda. O sistema político, a cadeia da corrupção. Onde ela começa, por onde passa, quem a financia e com qual intuito…

Lembram a expressão “Quer que eu desenhe?”, pois então, o filme literalmente desenha para quem ainda não entendeu como funcionam as coisas por aqui. Mas isso, infelizmente, não quer dizer que aumente a consciência do pessoal. Afinal, são no máximo 15 segundos de indignação para depois seguir com o pão, circo e a bolsa nossa de cada mês…

Pode parecer meio depressivo chegar à conclusão de que, não interessa o que você faça, as coisas vão continuar exatamente como são, ou seja, o poder seguirá na mãos dos corruptos e a gente, às migalhas, mas, certamente é mais depressivo ainda saber que, se algo um dia mudar, não será através do voto-pseudo-cidadão, onde o próprio sistema nos brinda com ‘farinhas do mesmo saco’ para nos prover o pão de cada dia, mas, será por uma guerra civil ou algo parecido.

Os nossos amigos franceses deram um belo exemplo, cortaram cabeças geral. Não adiantou porra nenhuma, pois o poder só passou para a mãos dos burgueses… mais ou menos como no filme, onde a ‘limpeza’ dos traficas só serviu para facilitar a vida das milícias. Mas, ainda assim, seria divertido ver alguns coronéis de Brasília sem a cabeça. Tá certo que na França, logisticamente é mais fácil de tocar terror do que aqui, mas, não custa sonhar…

 

01, traz o saco...

Read Full Post »

Esses filmes de locais complicados do planeta estão na moda, graças a Deus tinham sumido um pouco, mas, sempre podem voltar… sabe como é… sempre tem gente que gosta de saber como tem países muito mais fodidos do que o nosso…

Sou do princípio que Pré conceito é algo bom, pois nos poupa tempo, dinheiro e problemas. E, esse filme, claro, já está dentre o meu TOP 1.000.000.000.000.000.000.000, ou seja, não posso deixar de perder…

Também, o nome já diz tudo, não acham?

Caminhando e cantando e seguindo a... Não pisa na mina!!! BOOOMMMM

Read Full Post »

É, quem diria…

Eu, um cético de carteirinha, em pleno sábado à noite, tenho uma epifania…

E, o melhor, assistindo um filme infantil. Acharam que com o título eu falaria de como lidar com mulheres feias? Bem, não dessa vez, pelo menos (tá, rapidinha: bebam muito)…

Definitivamente as coisas acontecem quando menos se espera.

A vida é engraçada. Passamos horas, dias, meses tentando digerir algo e, quando estamos de saco cheio, querendo aliviar a cabeça… BAM! A coisa vem e nos arrebata.

Alguém já viu a animação “Como treinar seu dragão”? Da Dreamworks (abraço, Spielberg!)…

Confesso que, eu, um admirador da mitologia de dragões, inclusive tendo uma tatoo de um no braço esquerdo, já relatado ANTERIORMENTE, apenas assisti o filme com o intuito de alivar a mente no fim de semana.

Mas, a historinha cativa a gente, bom, pelo menos a mim, e olha que nem bebum eu estava.

Aviso aqui, para quem não viu o filme, que eu vou contar alguns detalhes, mas, não o todo do filme, sigam por conta e risco (ah, deixem de ser frescos, porra!):

A história de um menino viking, que, para variar, não se encaixa na sociedade em que vive. O pai, líder da aldeia, sonha com o filho espelhando-se nele. Mas, mesmo contra a vontade comum da aldeia, o menino faz as coisas a seu modo e, adivinhem, muda a realidade de toda a sociedade ao redor.

Sim sim, filme com enredo ‘lugar-comum’. Mas, pensem na situação e na mensagem subliminar dela. Embora todos os indícios apontem para uma direção, sempre dá para fazer as coisas ao seu modo, mesmo que isso mude todo o ambiente ao redor. No caso do filme, para a melhor, claro, mas, nem sempre isso é possível. Ainda assim, fica o comparativo.

Todos temos que ‘matar ou domar’ um dragão em determinado momento da vida. A escolha é de cada um. Fazer o que querem que façamos, ou fazer o que simplesmente sentimos ser o correto?

Paradoxos da nossa sociedade, eles estão aí todo santo dia. E, precisou um desenho animado (de rara qualidade, confesso) para me fazer cair a ficha. Ok, vocês podem não saber qualé a ficha que me caiu, mas, posso confessar que me identifiquei com o personagem.

Voltei aos 10 anos, quando me imaginava na pele dos personagens de filme, e, depois ia brincar do que tinha assistido. Os mais estudiosos do comportamento humano poderiam dizer que eu, hoje, resgatei um pedaço da ‘criança interior’, e, de alma leve, escrevo esse post em seguida do final do filme.

Assistir pode não lhes causar o mesmo efeito, mas, pensando alto, de peito aberto, dá para dizer que, você faz o ambiente e não é ele que te faz. Desculpas… todos temos, mas, sucumbir a elas é opcional. Não sei quem me deixou tanto tempo acreditando que uma convicção de outro pode ser melhor do que a minha intuição? Não caiam nessa. Eu perdi muito tempo tentando agradar pessoas ao invés de agir como deveria. O conceito de sociedade está aí, há muitas gerações, mas, isso não quer dizer que o conceito seja totalmente correto. E não é. Como muda-lo? Não faço idéia, mas, saber que dá para mudar de alguma forma já me deixa menos ranzinza. Obrigado Spielberg! Já alegrou boa parte da minha adolescência com os “Indiana Jones”, pecou em deixar o Lucas enfiar ETs no 4º, mas tudo bem, está totalmente perdoado depois dessa obra água-com-açúcar, que é paliativa, mas, como tal, serviu para dar aquele tempinho para respirar e colocar as idéias em ordem.

Foi só arrumar uma 'condução' estilosa que a loira foi na dele... Isso nunca muda...

Bom, esse tá lidando com o dragão dele do jeito que deu...

Read Full Post »

Depois quando eu digo que tem doido para tudo, me chamam de preconceituoso… pois bem, estamos diante de mais uma ‘obra’ de um artista de vanguarda que resolveu inovar com um tema pouquíssimo abordado em filmes… confiram:

Filme sobre zumbis gays é banido de festival na Austrália

O filme “L.A.Zombie” foi censurado do maior festival de cinema da Austrália. A película pornô sobre zumbis homossexuais não fará mais parte do Festival Internacional de Cinema de Melbourne, que começa nesta quinta-feira, informou a imprensa do país. O diretor do festival Richard Moore disse em entrevista ao jornal “The Age” que foi informado do departamento de censura e descreveu o longa como um “filme artístico sobre zumbis”.

“L.A.Zombie” foi dirigido por Bruce LaBruce é protagonizado pelo ator francês François Sagat, que vive um extraterrestre enviado a Los Angeles em busca de cadáveres e sexo homossexual pelas ruas de cidade. As autoridades australianas não justificaram a censura e o chefe do Departamento de Censura da Austrália, Donald McDonald, apenas disse que o filme é “inclassificável”.

Filme sobre zumbis gays é banido de festival na Austrália. Foto: Divulgação

Ouiés… gimme your aaass

Pois então…

esse é um dos filmes que realmente entram na minha top list de filmes que não posso deixar de perder…

Um zumbi alienígena que vêm a terra a procura de carne humana… bem, humana específica… de homens… ou melhor, de pessoas do sexo masculino… enfim… sempre me perco nessas nomenclaturas politicamente corretas…

Esse diretor está querendo, literalmente, foder com a cultura zumbi… quenem a outra aquela fodeu com os vampiros, transformando-os em bibas purpurinadas… agora são os zumbis que comem cérebros e dão o cu… ou comem cu e dão o cérebro… ou os dois… ah, realmente não me interessa… eles dão o que é deles e ninguém tem nada a ver com isso…

só acho meio complicado, porque segundo a lenda zumbi, os ‘duddes’ comem no sentido literal… então, no filme, as fodas serão ‘one way fuck’, o que pode ser uma apologia ao sexo não-seguro… e aí, sabe como é, o pessoal até atura putaria insana, mas tem que ser com preservativo…

Pelo menos, o termo muito usado na indústria pornô “FUCK MY BRAINS OUT!” vai passar a ter mais sentido a partir desse clássico da sétima arte…

Para quem tiver estômago, o trailer está aqui… eu acho… sei lá… achei no youtube…

Dá para ver que, realmente o filme é focado para as belas artes… caso você seja mulher ou gay… no meu caso, avalio apenas como uma viadagem com efeitos especiais sofríveis… #prontofalei

Classificação: Não veja sem uma overdose de LSD e camisinhas (caso você goste da coisa)

Classificação para metidos a entendidos: O filme é uma obra de vanguarda que aborda o tema homossexualismo nas classes desfavorecidas. Aborda os preconceitos com zumbis adeptos ao sadomasoquismo. Uma obra para quem quer sair do armário e ir direto para o sistema digestivo de um alienígena. O artista dá uma nova perspectiva sobre o termo ‘ser bem comido’…

Como eu sou preconceituoso, machista e sei lá mais o que, ainda vou ficar com as ‘vampiras lésbicas’

Vou te sugar até a última gota...

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: