Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Lindas músicas’ Category

Eu nasci em 75, logo, estou quase batendo nos 40 anos… mas, digamos, os anos 80 foram o início de tudo…

Lembro da época de colégio, dos filmes da sessão da tarde, de correr para chegar em casa e pegar os episódios do Ultraman, na Rede Manchete (canal 4), de chorar pedindo um Atari, de exigir ganhar um tênis Marathon da Adidas, mas minha mãe continuar me dando um tênis Montreal (o do Sílvio Santos), no mínimo achando que “Ah, tudo começa com M mesmo…”.

E os primeiros romances… todos platônicos, é claro, afinal, só fui beijar a primeira vez já com 15 anos, coisa que hoje em dia deve ser classificada como sintoma de homossexualidade…

Vergonha de chegar na mulherada em reuniões dançantes, onde o clímax da noite era dançar a “Making Love out of Nothing at All” do Air Supply agarrado naquela guria que eu suspirava ao vê-la… e, se ela colocasse a cabeça no meu ombro então, já era… eu sorria o resto da noite abobalhado… um pouco diferente de um baile funk hoje em dia, né não?

Pois essa música do Air Supply, era a minha preferida para ficar abraçado na gata, embora a “Stairway to heaven” demorasse bem mais a acabar… e, vejam como eram as coisas… a letra diz algo do tipo “fazer amor em troca de nada…”. Em troca de nada????

Pois é, naquele tempo se fazia sexo sem pedir nada em troca… algumas, é claro… outras só casando… e outras, só em cash…

Dêem uma olhada no clipe, na letra e nos detalhes da época…

É, que época boa… passei batido no quesito “eficiência”, pois, como eu costumava dizer, eu não pega nem gripe, mesmo dormindo pelado no freezer, nessa época…

Mas, com o tempo, veio a época dos cabeludos, a faculdade, a descoberta de que alcoolizar as moças facilitava um monte as coisas… mas, isso é uma outra história…

Read Full Post »

A chatice humana é algo que não tem limites… você fala algo ruim e logo vem um ‘preconceituoso’ em seguida…

Como eu já disse 1.234.456.433 vezes, preconceito é o “Conceito ou opinião formados antes de ter os conhecimentos adequados.”, logo, quando se tem o conhecimento de alguma coisa para emitir a opinião, isso deixa de ser preconceito e vira conceito mesmo…

Então, assistam a prova irrefutável de que QUALQUER IDIOTA PODE SER FUNKEIRO NA VIDA.

Read Full Post »

Vou começar a atualizar músicas antigas pro mundo de hoje… à medida do possível, claro, e quando eu tiver saco pra isso…

Aí estava me lembrando do clássico da Marina Lima, aí pensei que nos dias de hoje seria mais ou menos assim:

UMA NOITE E MEIA

Vem chegando o verão
Com muita seca e inundação
E essas bandinhas coloridas
Pra lá de fodidas…

Olha lá aquela senhora
com a bundinha toda de fora
Top less na areia
Tomando Botox na veia

Essa noite eu quero meter
Em um baile Funk xinfrim
Essa noite eu quero meter
Depois por minha roupa e fugir

Vem chegando o verão
E eu aqui com insolação
Essa camada de ozônio destruída
E a pele em ferida

Aqui no mar tudo em volta bóia
Não sendo merda tá jóia
Mas aqui na areia
Roubaram a minha cadeira

Essa noite eu quero beber
Tomar ‘diumtudo’ até cair
Essa noite eu quero beber
Pra não lembrar do que eu fiz

O dia inteiro sem nada pra fazer
E sem ninguém também pra te dar
A areia queimando  seus pés
e sem protetor solar

Olha aquelas nuvens lá no céu
Lá vem granizo, mas que horror
Pega tudo e vamos nos mandar
Que o mundo vai desabar

(repete o refrão até enjoar)

Essa noite eu vou me esconder…

Read Full Post »

Refiz a marchinha para homenagear a nossa cidade linda e que vai receber com tapete vermelho (de sangue) nossos turistas para a Copa e as Olimpíadas (ou Olim-piadas).

Cidade calamitosa

Cheia de traficas com fuzil,

Cidade calamitosa

Enfartando o Brasil!

Berço da máfia e dos caveirões

Que acabam com a gente,

És o paraíso dos nossos ladrões

Que vivem alegremente.

Morros fodidos no meio da cidade

Invadidos por gente de capuz

Que Deus tenha pena de suas almas

Quando encontrarem Jesus…

Cidade calamitosa…

(Repete até enjoar)

Read Full Post »

Minha filha sempre gosta que eu fique vendo televisão com ela…

já vi ‘diumtudo’… desde as princesas Disney, passando por Discovery Kids e, mais recentemente, a onda do Disney Channel e seus filmes e séries…

Tá, confesso que eu dou risada direto com as comédias pastelão.  Meu cérebro ainda está na adolescência… ou, caso fosse em algum psico-doido, diriam que tenho síndrome de Peter Pan…

Mas, foda-se, não é disso que eu ia falar… no domingo, estava eu vendo com ela o tal “Camp Rock 2”, um musical, primor do “American Way”, onde adolescentes vão para um acampamento de música e competem com um rival.

Tá, não aguentei até o final, pois essas competições estúpidas me dão nos nervos, e, graças ao Criador, a minha filha, já com 5 anos, já consegue entender o quanto essas coisas são ridículas…

Mas ainda não era aí. O que me fez rir alto com ela, foi, no musical, tudo é feito cantando, inclusive, discutir o relacionamento.

Aí, fiquei fazendo um exercício mental, se é que pode-se chamar assim, de como seriam essas coisas na vida real.

Como seria um quebra-pau de casal, como seria um cara sendo demitido ou então negociando um boquetinho a ‘dérreaus’ no puteiro?

Não sei se seria mais ridículo que o filme em questão… mas é uma idéia que pretendo desenvolver. Em breve, a ópera da vida real, aqui ou em algum manicômio mais perto de você!

DR Cantada (melodia romântica) – Dueto

Ela: Já te falei, não aturo mais, você não junta suas roupas e não me deixa em paaaaazzzz

Ele: Pera aí, me larga de mão, to vendo o jogo, me traz outra ceva e limpa logo esse chãããããoooo

Ela: Ainda vou me sumir, assim não dááááá. Quando voltar do trabalho eu posso não mais estaaaaaar

Ele: Não adianta me agradaaaaar, se tu sumisses eu festearia até me acabaaaaaar!!!

Refrão:

Ela: Vou te matar, seu careca imbecil, some da minha frente, vai pra puta que o pariiiiiuuuuuuuu

Ele: Vê se cala essa boca, sua gorda estridente… se falar mais um ai, eu te quebroooo os deeeenteeeeeeesss!!!

Coisa linda…

vou ver se faço as demais… e, se algum músico quiser me ajudar nos acordes, tamos aí…

Hojeeee a louçaaaa é tuaaaa, côusa foufa da mamããããããããã

Read Full Post »

Os americanos até na música falcatrua estão na nossa frente…

enquanto o nosso funk é feito de traficantes, atrizes pornô e milhares de reais em silicone, lipos e tinturas pra cabelo(s), lá os caras são gangastas em liberdade condicional, com minas de diamante na África e sem saber o que fazer com tanta grana… tanto que, pode se dar ao luxo de fazer duetos com putas caras…

Ouçam o primor da música Right Round, que é sampleada da música You Spin me round” do Dead or Alive, banda ‘house’ dos anos 90 que tinha uma traveca com voz cavernosa como vocalista…

Vejam a tradução… e os comentários em vermelho, como de praxe…

GIRAR

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Kesha)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

Detalhe: Traduziram ‘go down’ como descer, mas, na gíria, o go down é ‘cair de boca’… pra bom entendedor…

(Flo Rida)

Hey

Agitando a casa com a minha arrogância

Agitando com a garota, tenho lugares pra ir!

Pessoas vêem, o tempo é precioso

Olho para a multidão, eles estão sem controle!

Assim como minha mente, eu sigo

Sem mulheres, nenhum short; Nada além das minhas roupas

sem mulheres e sem short? Ou sem mulheres sem shorts?

Não pare agora, minha liberdade condicional esta por um triz

Muito bem, champz, gangsta bom é o que vai em cana, têm as pregas alisadas e ainda canta de galo…

Gosto das minhas jóias, Todas em ouro

Sim, ostentar é a isca mais recomendada para pegar piranhas…

Eu sei que a tempestade já vem

Meus bolsos continuam a me dizer que vai chover

Sim, chuva de …, ah, deixa pra lá…

Ligo para minha casa, aquela casa

Então salto na noite, pois isso significa que é nosso

Continuamos a desaparecer disparados, pois nós arrasamos

É Cliente de Ouro, isso é nosso

Lil Mama, sei que você gosta de flores

Garota, Você bebe com tudo que tem direito e agita os clubes.

Sim, quem disse que elas não têm que encharcar a caveira de caña pra aturar malas ricos???

(Flo Rida)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Kesha)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Flo Rida),

Lá de cima, eu a vejo descer até o chão

Ela gasta todo meu dinheiro por ai

Ela reinveste no patrimônio com implantes, plásticas e lipos… empreendedorismo, ma’ friend…

Não há nada mais belo pra se encontrar

Está descendo, descendo.

Do topo do monte, eu assisto ela ir embora

Ela gasta todo meu dinheiro por ai

Não há nada mais belo pra se encontrar

Está descendo, descendo.

(Flo Rida)

Hey

A gata deve saber que não estou brincando

Meu dinheiro a ama como se fosse seu fã número 1

Então é caso de amor que se corresponde… que lindo… me emociono ao ver que o amor ainda existe…

Não olhe minha boca, deixe-a falar com meus fãs

Meu Benjamim Franklin

Momento erudito… Ben Franklin, o Lula deles…

Muitos grandiosos, Eu tenho bandas grudentas

Meus esquemas fazem uma dança

Ficar sujo a noite toda, faz parte do meu esquema

É amigo, o que é bom meleca tudo no final…

Continuo construindo castelos que faço com areia

Ela é maravilhosa, O fogo está ardendo

Mais quente que isso

Garota, você não vai se rebola um pouco mais perto?

Sim, chega mais pra gente jogar um ‘bilboquê’…

Hora de pagar a conta, o preço é caro demais

Não tão caro quanto será se tu casar e ela pedir o divórcio 2 dias depois…

Aquele corpo estampa um cartaz

Estou numa loucura, meu botão está me dando tchau

Seu botão??? Meu amigo, quem dá o botão é ela… não é? Ih, não sei mais nada…

Como uma porcaria, te conheço

Porcaria???  Bom, já tá pagando, não precisa elogiar a mina, né não?

Você quer me mostrar como uma arma fora do atirador

Me diga qualquer coisa, E serei sua ligação…

Deixa que eu te digo… tu tá enrolando a língua de tanto pó, meu camarada…

(Flo Rida)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Kesha)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Flo Rida)

Do topo do monte, eu assisto ela ir embora

Ela gasta todo meu dinheiro por ai

Não há nada mais belo pra se encontrar

Está descendo, descendo.

Do topo do monte, eu assisto ela ir embora

Ela gasta todo meu dinheiro por ai

Não há nada mais belo pra se encontrar

Está descendo, descendo.

(Flo Rida)

To gastando meu dinheiro

Estou sem controle

Alguem me ajude

Ela vai falir o banco

É amigão… nunca duvide da capacidade das put, digo, moças, em sumir com a grana…

Mas, sou o rei do Clube

E estou sentindo a multidão

Tomando essas cervejas

Tocando nas modelos

Vendo aquelas bundas descendo.

Modelos? Ah sim… tendi… é quenem chamam aqui de modelo/atriz? Tá bom…

(Flo Rida)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Kesha)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Flo Rida)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

(Kesha)

Você faz minha cabeça girar, girar

Quando vai até o chão, até o chão

A cabeça deve estar girando em 360º, a la exorcista… mas, grana é fácil de recuperar… basta fazer outra letra primorosa como esta, colocar um sampler em cima e fazer um clipe cheio de gostosas…

É melhor ver quanto vão pagar esse singelo correntão e relógio no penhor...

Óia... eu comia... mas ainda acho que pagar por empreitada, no puteiro mais próximo é mais negócio... não quebra a banca, pelo menos...

Bom, com a Katy Perry já fica mais caro... bom, aí dá pra morrer com um quinhentão...

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: