Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cú’

Sinto que vou dar um tiro no pé e arrumar sarna, mas, vamos lá, alguém tinha que dizer isso algum dia…

A nossa tão decantada música POPULAR brasileira é uma MERDAAAA!

Sim, uma merda!

Com raras exceções, a grande maioria do que faz sucesso hoje em dia (e antigamente) só dá para aturar fora do estado normal de consciência…

Sim, elas aumentam o consumo de álcool, drogas e, considerando o funk e a nova merda “sertaneja universitária”, o consumo de camisinha ou pílula do dia seguinte também…

Aliás, que merda é essa de dizer que essa bosta que tocam é sertanejo? Só porque tem uma gaitinha muquirana no meio da batida? E universitário????? Tá de sacanagem, né?

Tentaram justificar o nome “universitário” no sertanejo porque, supostamente, era algo diferente dos chorões cornos lá das grotas que faziam aquelas gritarias pra dizer que tomaram chifre…

Pois não dá para considerar universitário coisas como “barabarabara bereberebere”, “tchutchatcharatchutchutcha”, “Lelele” e outras pérolas espetaculares usadas por nossos “artistas” de hoje em dia…

A julgar pelos refrões, acho que deveriam chamar de “Sertanejo Pré-Primário”… só ganhando do Axé, que só sabe usar vogais… “AêêAêêIOuOUououAêêIleaêêÊ”…

Entrem em acordo… ou o sertanejo vira primário, ou o Axé vira música para pessoas com paralisia cerebral…

Ufa… e nem cheguei no funk ainda… mas, vamos prosseguir com fé em Jesus! Sem esquecer das músicas GOSPEL… com aquelas músicas com sentido dúbio, do tipo “ENTRAAA EM MIMMMMM!”. Digamos que tentar se conectar com Deus é legal. Não se discute isso, embora, devamos ponderar que Deus verdadeiramente é todo amor, pois para aturar isso tudo, só sendo alguém com amor infinito…

E o que dizer da Bosta Nova? Música que sabe-se Deus lá porque consideram sucesso, que volta requentada sempre em uma entrada de novela da Globo do Manuel Carlos, e que azucrina todo santo dia os ouvidos daqueles mortais que tem mulheres que vêem novela…

Esse cara sou eu!

Esse cara sou eu!

Não há como um ser humano normal gostar de Bossa Nova… é praticamente um convite para cortar os pulsos… e endeusar o João Gilberto, que além de chato pra caralho, ainda tem uma voz que não dá para classificar como de um cantor profissional… fora o teor das letras… uma pérola do Jardim de Infância… A do patinho então… pelamor!

Só se salvam os “tarados de Ipanema”, mais pelo seus gostos apurados para mulher do que para o resto…

E seguindo a linda do “Nada é tão ruim que não possa ser piorado”, ilustro aqui este post com essa (merda) música que resolveu juntar todos os refrões abobalhados em um só…

Detalhemos a letra inspiradíssima…

Mistura das Baladas

“O mundo inteiro tá curtindo essa balada
DJ aumenta o som, se liga aí nessa parada
Pra nossa diversão eu misturei esse refrão
Que deixa louca a mulherada

Tcherere Tche Tche, Tcherere Tche Tche
Eu sei fazer o Lelele
Eu quero tchu, eu quero tcha
Ai se eu te pego ai ai, você vai ver (2x)

No mexe, remexe, remexe, mexe
Remexe, remexe, mexe, remexe, remexe, mexe
No mexe, remexe, remexe, mexe, remexe
A gente canta e a mulherada mexe mexe”

Carlos Guerra / Porteira Brasil

“O que eu vou dizer lá em casa?” Como diria Sílvio Luís…

Amigos, um conselho: Se é para deixar a mulherada louca, tentem dar champagne à elas… e, se não funcionar, dá tequila… simples assim…

Agora, se me permitem aprofundar o conselho: com uma música de merda dessas, ao invés de foder a “mulherada louca”, vocês estão é fodendo com a paciência de TODO MUNDO!!!

Cadê meu sublingual?

Não cheguei no funk ainda??? Ah, nem precisa… afinal, o funk nada mais é do que instruções para sexo anal com acompanhamento sonoro…

Acham ainda que eu preciso falar algo a respeito? Deixo aqui a linda letra da Walesca Popozuda (que faria carreira melhor nos filmes pornôs) e o McCatra, que podia ser cover do Kid Bengala e ir esvaziar o saco em quem gosta disso ao invés de encher o meu…

Walesca querida, se o seu cu piscar, filhota, me manda um e-mail ao invés de cantar uma merda dessas, porra!!!

Catra, querido afro-tarado, vai pra puta que  te pariu! Embora eu concorde com a parte da “mamada e copo d’água não se nega a ninguém…”…

 

Anúncios

Read Full Post »

Eu sei que é de bom tom a gente moderar o vocabulário… mas, em alguns casos a coisa fica quase impossível.

Hoje me deparo com outra notícia de uma (fiadaputadesgranidadosinferno) mãe (???) que coloca o filho no lixo após o nascimento. E é nessas horas que eu me pergunto até quando vão tratar imbecis como coitadinhas vítimas de uma disfunção hormonal ou vítimas sociais que não tem condições de criar crianças?

Tá certo que a outra aquela que colocou no tele-entulho saiu de camburão. Mas, ainda assim, acho que deveria existir punição exemplar para essas (cadelas parideiras) pessoas, tal qual um pai que atrasa o pagamento de pensão vai ver o sol nascer quadrado.

Outro fator que me leva a ponderar é, até quanto a interferência externa é responsável por esse tipo de merda?

Por exemplo, a criação cristã que prega que o sexo é só para procriação, e, como a galera é chegada num esfrega, começam a produzir filhos em velocidade maior do que um político consegue produzir merda.

E então senhor Papa? Não deu ainda para se dar conta de que sexo só com fins procriativos causa mais dano social do que qualquer outra coisa? Faz o favor de mandar um e-mail pro céu e pedir para algum santo atualizar aí os mandamentos ou revisar a bíblia… uma segunda edição editada já tava bom… Diz lá que a mulherada tem direito a dar o que quiser, desde que não termine em gravidez não planejada… e que, as vezes é melhor um ‘nas coxas’ do que um 13º filho…

Outro ponto é a famigerada ‘falta de informação’. BULLSHIT! A Cleópatra já usava tripa de carneiro como camisinha lá no tempo da Elizabeth Taylor. E hoje em dia qualquer ser humano sabe o que é uma camisinha, e, mesmo que não soubesse, as mulheres há séculos conhecem métodos sexuais que não envolvam as suas perseguidas. Lembram do tempo em que eram obrigadas a casarem virgens? Pois é, naquela época elas já davam o fiofó, masturbavam e boqueteavam tranquilamente, sem medo de ir pro inferno por terem rompido o ‘lacre de qualidade’…

Então mulheres, querem seguir dando? Pois que dêem. A gente gosta, aliás. O que a gente não gosta é de ter que pagar pensão depois. É claro que o anormal que goza dentro sem camisinha merece ser pendurado pelos ovos por 3 dias, mas, se é assim tão difícil que nós pensemos com a cabeça de cima e elas fecharem as pernas, que então se institua o sexo alternativo. Comam mais bundas, façam espanholas, boquetes… enfim… virem-se! Literalmente…

Caso não tenham idéia do que fazer, aí vai uma sugestão (cliquem no link para ir pro texto):

Sexo não penetrativo

O link aí dá uma idéia de com se divertir sem se ‘aprofundar no assunto’. Usem e abusem dos métodos, esse não gera crianças e nem obriga idiotas a criar ninguém…

Colando o velcro

No olho não!

Sua bênção padre!

Ai, tem um troço me espetando…

Cansou as mãos? Vai com os pés mesmo…

Read Full Post »

Bom, tendo em vista que as campanhas de conscientização não estão rendendo como o esperado e as parideiras de plantão seguem mandando ver nas bolsas assistencialistas. Nós, um povo previdente, prafrentex, débil e sério, rumo ao primeiro mundo sem escala no segundo, supunhetemos que algo de novo deva ser feito…

Tentamos a camisinha… nada…

tentamos diafragma, DIU e a puta que o pariu (desculpem, mas era o momento certo pro palavrão) seguiu parindo…

Pílula do dia seguinte?? Só se for o Engov pra curar ressaca…

Pílula entre os joelhos pra tentar mantar as pernas fechadas… nada…

enfim… já que sexo é bom, todos gostam e ninguém quer deixar de gozar dentro pelo visto, recomendo que iniciemos a campanha por mais sexo anal na sociedade…

Mulherada, não gostam de tomar precauções? A Aids não assusta? Chuveirinho de porra meleca muito? Tomar então, nem pensar?

Pois seus problemas acabaram-se…

A solução é simples… dêem menos a perseguida e mais o fiofó… simples assim…

Os parceiros agradecem, apimenta o relacionamento, e, fiquem tranquilas, que merda dificilmente é fecundada… (da última vez que merda fecundou, nasceu o Lula).

dar o fió, é questão de consciência social… portanto mulherada, mãos (bundas) à obra!!!

dar as costas pros outros nem sempre é um ato egoísta...

dar as costas pros outros nem sempre é um ato egoísta...

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: